Lipo Sem Medo

     Sempre quando se fala de cirurgia plástica, assunto por sinal frenquente nos dias de hoje, comenta-se sobre a lipoaspiração, seus resultados maravilhosos, suas complicações abomináveis e seus riscos. Parece que estamos entre o céu e o inferno!

     Na verdade nem ao céu, nem ao inferno. A lipoaspiração ganhou fama de cirurgia perigosa devido à divulgação de casos mal sucedidos. Porém, nem sempre as causas das complicações foram avaliadas.

     Costumo comparar a lipoaspiração à viagem de avião. Muitos têm medo de andar de avião, pois quando algum cai sai em todos os jornais e vira assunto por várias semanas. Mais qual é o meio de transporte mais seguro? O avião. Há muito mais acidentes com carro, mas ninguém tem medo de dirigir. Por que? Porque os acidentes são tão freqüentes que nem viram notícia! Na verdade precisamos perguntar: Por que o avião caiu, quem estava pilotando, o aeroporto tinha estrutura? Estava chovendo? Se por acaso, a pista estiver molhada, for curta, o avião com o reverso quebrado, o piloto sem credencial, a chance de acidente aumentará muito.

     Com a liposapiração é semelhante. Fundamental é operar com especialista, e isso apenas os credenciados pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica são. Afinal, são 11 anos de formação. Operar em hospital também é importante, pois os hospitais têm toda uma estrutura de segurança que as clinicas não têm. Essa coisa de falar que operar em consultório e em várias vezes é mais seguro, infelizmente não é verdade! Pior ainda, muitos que assim fazem não são especialistas. Mas é claro, não podemos esquecer da parte do paciente! Algumas pessoas têm medo, vergonha e escondem informações preciosas dos médicos. É freqüente esconder o uso de drogas. E isso pode ser um erro mortal. As drogas interferem diretamente na anestesia e podem levar a complicações potencialmente fatais. Alguns dos casos que acompanhamos na mídia e que ajudaram a prejudicar a imagem da lipo, estão inseridos neste contexto. Mas infelizmente a mídia não informa esse tipo de fato, pois prejudicaria a imagem do artista.

     Por fim, em termos de técnica cirúrgica especificamente, na minha opinião, a vibrolipoaspiração foi o maior ganho em termos de tecnologia. Ela é realizada por cânulas muito finas e com a ajuda de um aparelho que faz vibrações na cânula, o que minimiza o trauma da gordura na hora da retirada, e com isso reduz o sangramento, o inchaço, a dor, melhorando muito a recuperação em tempo e qualidade. Logicamente que o resultado está diretamente relacionado a quem manipula a cânula, ou seja o especialista. Porém, para um piloto competente e para o passageiro, sempre será melhor viajar de Boing do que de teco-teco. 

Mais
Posts