Mini Abnominoplastia

Muitas mulheres principalmente após a gestação, desenvolvem uma flacidez muscular (diástase) ficando com abdome globoso, porém ao mesmo tempo não apresentam grande flacidez de pele. Isto gera o famoso “estomago alto” que infelizmente não melhora com academia ou dietas. Portanto não é indicada para todas as pessoas, deve ser avaliado individualmente para se ter o melhor resultado em seu caso.

Uma das intervenções cirúrgicas que corrige esta pequena flacidez de pele do abdome e ao mesmo tempo corrige a diástase é a miniabdominoplastia.

Este procedimento corrige o excesso de pele localizados na região abdominal inferior e aproxima os músculos abdominais que estão afastados( diástase) através da plicatura desta musculo, resultando em uma cintura modelada e delicada.

A mini abdominoplastia tem como grande vantagem não haver cicatriz no umbigo e também ter a cicatriz inferior menor.

Para quem é indicada a Mini abdominoplastia?

  • Pessoas que tem pouca flacidez de pele mas tem a diástase do musculo
  • Desejam corrigir o “estômago alto”
  • Não querem ter cicatriz no umbigo ( refazer o umbigo)
  • Ter uma cicatriz inferior menor 
  • Ter uma cintura modelada e delicada
  • Um corpo com aparência mais harmônica;
  • Melhorar a autoestima e confiança
  • Retirar gordura localizada ( flancos,costas e culote no caso da lipoabdominoplastia)
  • Modelar o bumbum ( caso realize a lipoescultura associada)

O Dr. Wellerson Mattioli participa ativamente de Congressos Nacionais e Internacionais para atualização da técnica e das novidades em cirurgia plástica.
A abdominoplastia é realizada em ambiente hospitalar com equipamentos de suporte, recursos para pronto atendimento, laboratórios e unidade de terapia intensiva.
Todas estas recomendações serão explicadas na consulta, além de serem entregues a você por escrito.

Tipo de anestesias:
A anestesia pode ser feita sob anestesia local (associada à sedação), bloqueio peridural ou geral, ficando a critério da equipe anestésica. É importante salientar que em nenhum caso o paciente fica acordado ou sente qualquer desconforto durante a cirurgia.

Tempo de duração:
Em média 3 horas, variando com a técnica utilizada.


Período de internação:
Normalmente 1 dia, numa evolução normal.

Evolução pós-operatória:
A cirurgia normalmente não é dolorosa, tendo apenas nos primeiros dias um leve desconforto.
As atividades diárias podem aos poucos ser retomadas, mas é aconselhado evitar carregar peso e esticar muito o abdômen. No primeiro mês após a abdominoplastia será necessário a utilização de malha cirúrgica, assim como agendar as sessões de drenagens linfáticas de acordo com a recomendação médica.O seu cirurgião lhe dará instruções específicas sobre quando poderá voltar ao trabalho após a sua abdominoplastia e que tipos de exercícios são ou não adequados a fazer.

Cicatriz:
O tamanho da cicatriz depende da quantidade da pele em excesso, ou seja, quanto mais pele for necessitar retirar, maior a cicatriz. Portanto o tamanho de cicatriz de uma pessoa, pode não ser o tamanho da sua cicatriz. A cicatriz resultante de uma mini abdominoplastia localiza-se horizontalmente, logo acima da implantação dos pêlos pubianos, prolongando-se lateralmente em maior ou menor extensão, na dependência do volume do abdome a ser corrigido. A cicatriz é planejada para ficar oculta sob os trajes de banho (biquíni). Esta vai melhorando com o passar do tempo, mudando sua tonalidade de cor até ficar bem clara.

Complicações:
Felizmente são raras. E como em todas as cirurgias podem ocorrer infecção, necrose de pele, por deficiência circulatória (sendo o tabagismo sua maior causa deiscência de pontos – abertura dos pontos realizados, trombose venosa e alterações na cicatrização, como quelóides.

Recomendações pré-operatórias

• Comunicar até dois dias antes da cirurgia, qualquer ocorrência, como gripe, indisposição, febre, etc.
• Evitar todos e quaisquer medicamentos para emagrecer, homeopáticos, antiinflamatórios e AAS, por um período de 10 dias antes do ato cirúrgico (o que inclui também os diuréticos).
• Evitar bebidas alcoólicas ou refeições fartas na véspera da cirurgia.
• Tomar banho usando sabonete anti-séptico (como protex, soapex, Lifebuoy…) 48hs antes da cirurgia.
⦁ Obedecer ao horário indicado de jejum de pelo menos 8 horas (não tomar nem água).

 

Recomendações pós-operatórias

• Evitar esforço físico extenuante por 30 dias.
• Levantarem-se tantas vezes quantas lhe foi recomendado, por ocasião da alta hospitalar, obedecendo aos períodos de permanecer sentada, bem como evitar ao máximo subir ou descer escadas longas.
• Evitar molhar o curativo durante a primeira fase (os primeiros dois dias).
• Andar em ligeira flexão de tronco (corpo curvado), durante um período de 15 dias.
• Obedecer rigorosamente à prescrição médica.
• Voltar ao consultório para a troca de curativos, nos dias e horário marcados.
• Alimentação normal (salvo em casos especiais que receberão orientação específica).
• Aguarde para fazer ou continuar sua “dieta ou regime de emagrecimento”, após a liberação médica. A antecipação dessa conduta, por conta própria, pode desencadear resultados indesejáveis e prejudiciais.
• Consultar este informativo tantas vezes quantas se fizerem necessárias para esclarecer e eliminar perfeitamente suas dúvidas. Restando algum questionamento, contatar o cirurgião.
• O bom resultado final também depende de você.

Importante salientar que NÃO utilizamos dreno ( aquele caninho de plástico que serve para drenar sangue e secreção). Assim você tem um pós operatório mais confortável, com menos dor e menor índice de infecção. E porque não utilizamos? Porque este líquido, o seroma, se acumulo devido ao espaço deixado entre a pele e o músculo. Nós realizamos pontos de adesão unindo novamente a pele ao musculo, diminuindo muito o espaço vazio, e portanto não há a formação do seroma e logo não havendo a necessidade de colocar o dreno.