Lipoaspiração e Lipoescultura

Como é incomodo usar uma roupa e aparecerem aquelas gordurinhas indesejadas. Grande parte das insatisfações é com aquela gordurinha que se acumula e cria uma saliência na altura do estômago, ou abaixo do umbigo. Já nas coxas incomodam quando aumentam nas laterais, formando bolsas de gorduras e culotes.

Esses pneuzinhos é um mal que tira o sono de muitas mulheres, até mesmo as magrinhas, especialmente quando o verão chega. Essas gordurinhas localizadas parecem resistir a tudo, se você já tentou livrar-se delas investindo em uma dieta saudável e muita malhação na esperança de definir os músculos, ganhar curvas e ficou frustrada, porque todo esse esforço foi em vão, pois elas continuam lá, está na hora de investir em um procedimento para enxugar esses excessos.

Uma das técnicas utilizadas para remodelar o corpo é a cirurgia de lipoaspiração. Ao contrário que muitas pessoas pensam a lipoaspiração não é feita para emagrecer e sim para remover as gorduras acumuladas, por isso esse procedimento pode ser realizado em diferentes partes do corpo como quadris, culotes, abdômen e pescoço.

Além da lipoaspiração outra técnica de esculpir o corpo é o procedimento de lipoescultura. A diferença é que na lipoaspiração, retiram-se apenas a gordura de um determinado local do corpo, já na lipoescultura, o médico usa a mesma gordura retirada na lipoaspiração e a enxerta em outro lugar que o paciente deseja remodelar ou preencher, como para remodelar os glúteos ou preencher alguma depressão.

Para quem é indicada a lipoaspiração/lipoescultura?

  • Pessoas que tem mínima flacidez de pele mas apresenta gorduras localizadas
  • Deseja modelar o corpo retirando gordurinhas, não só do abdome, mas costas, flanco, culote, coxas e braços
  • Ter uma cintura modelada e delicada
  • Um corpo com aparência mais harmônica;
  • Melhorar a autoestima e confiança
  • Modelar o bumbum com a própria gordura

O Dr. Wellerson Mattioli participa ativamente de Congressos Nacionais e Internacionais para atualização da técnica e das novidades em cirurgia plástica.
A abdominoplastia é realizada em ambiente hospitalar com equipamentos de suporte, recursos para pronto atendimento, laboratórios e unidade de terapia intensiva.
Todas estas recomendações serão explicadas na consulta, além de serem entregues a você por escrito.

Quais regiões do corpo podem ser feitas a lipoaspiração?

Você sabia que existem várias formas definição do abdome? E isto é uma escolha da paciente. Você irá decidir o que gosta mais…se mais definido ou não.

  • Baixa definição: Nestes casos a prioridade é a retirada de gordura de maneira homogênea, ou seja, igual em todas as regiões evitando definição dos músculos da barriga
  • Média definição: Esta geralmente é a preferencia da maioria das mulheres. O objetivo é retirar a gordura, mas fazer uma definição mais natural do abdome, deixa-os com aspecto de “abdome malhado”.
  • Alta definição (HD): Neste caso, ocorre uma maior definição do abdome, deixando os “gominhos” do musculo reto abdominal

Tipo de anestesias:

A anestesia pode ser feita sob anestesia local (associada à sedação), bloqueio peridural ou geral, ficando a critério da equipe anestésica. É importante salientar que em nenhum caso o paciente fica acordado ou sente qualquer desconforto durante a cirurgia.

Tempo de duração:

Em média 3 horas, variando da área lipoaspirada.

Período de internação:

Normalmente um dia.

Evolução pós-operatória:

A cirurgia normalmente não é muito dolorosa, tendo apenas nos primeiros dias um leve desconforto, sendo assim, seu médico prescreverá medicamentos que aliviaram a dor. As atividades diárias podem aos poucos ser retomadas. No primeiro mês após a lipoaspiração será necessário a utilização de malha cirúrgica, assim como agendar as sessões de drenagens linfáticas de acordo com a recomendação médica.

Cicatriz:

A cicatriz resultante de uma lipoaspiração é muito pequena, aproximadamente 0,5 cm sendo planejada para ficar oculta sob os trajes de banho (biquíni).

Recomendações pré-operatórias

• Comunicar até dois dias antes da cirurgia, qualquer ocorrência, como gripe, indisposição, febre, etc.
• Evitar todos e quaisquer medicamentos para emagrecer, homeopáticos, antiinflamatórios e AAS, por um período de 10 dias antes do ato cirúrgico (o que inclui também os diuréticos).
• Evitar bebidas alcoólicas ou refeições fartas na véspera da cirurgia.
• Tomar banho usando sabonete anti-séptico (como protex, soapex, Lifebuoy…) 48hs antes da cirurgia.
⦁ Obedecer ao horário indicado de jejum de pelo menos 8 horas (não tomar nem água).

 

Recomendações pós-operatórias

  • Normalmente o paciente pode voltar ao trabalho em torno de 3 a 4 dias após a cirurgia em casos de lipoaspirações pequenas e médias, sendo que de 7 a 10 dias em caso de cirurgias grandes.
  • Manter a cinta modeladora por 30 dias
  • Evitar molhar o curativo durante a primeira fase (os primeiros 2 dias).
  • Obedecer rigorosamente à prescrição médica.
  • Voltar ao consultório para a troca de curativos, nos dias e horário marcados.
  • Alimentação normal (salvo em casos especiais que receberão orientação específica).
  • Aguarde para fazer ou continuar sua “dieta ou regime de emagrecimento”, após a liberação médica. A antecipação dessa conduta, por conta própria, pode desencadear resultados indesejáveis e prejudiciais.
  • Consultar este informativo tantas vezes quantas se fizerem necessárias para esclarecer e eliminar perfeitamente suas dúvidas. Restando algum questionamento, contatar o seu cirurgião.
  • O bom resultado final também depende de você.

Duvidas frequentes

Gostaria de melhorar o aspecto do meu bumbum. É possível utilizar a gordura da lipoaspiração para isto?
Sim. Este procedimento se chama lipoescultura, onde preparamos a gordura retirada da lipoaspiração e enxertamos nos glúteos a fim de remodelá-lo, deixando um aspecto mais harmonioso.

Preciso de algum cuidado especial se eu fizer a lipoescultura?
As regiões que receberam enxerto de gordura merecem um cuidado especial, não devendo haver pressão nesses locais pelo período de 15 dias para evitar a reabsorção da gordura enxertada. Quando esse tipo de enxerto se fizer na face lateral dos glúteos, a paciente não poderá deitar-se de lado, evitando, assim, a compressão prejudicial nas regiões enxertadas.